Inicial Feira do Livro Feira do Livro pede que escolas “adotem” um escritor

19 -January -2018 - 05:15
Feira do Livro pede que escolas “adotem” um escritor PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marcelo Farina (2º semestre)   
Seg, 07 de Novembro de 2011 16:56

Nem só de leitura vive a 57ª Feira do Livro. O evento também realiza vários projetos de inclusão na sociedade e que incentivam a leitura. Entre eles se destaca a décima edição do Adote Um Escritor. Esse programa promove encontro de autores com alunos de escolas infantis, especiais, de ensino fundamental, médio e básico da rede municipal e de educação de jovens e adultos (EJA).



A coordenadora da área infantil e juvenil da Feira do Livro, Sônia Maria Zanchetto, descreveu como funciona o processo de distribuição de livros e visitas de escritores nas escolas. “Depois da leitura feita, a Secretaria Municipal de Educação (SMED) aloca recursos às escolas para compra de livros. Como é um bom volume de recursos, as escolas compram todos os títulos possíveis daquele autor para que cada leitor da escola possa escolher o que mais lhe interessa e durante alguns meses a obra do autor é trabalhada na instituição e esse trabalho culmina com o encontro do autor. No caso dos autores residentes no Rio Grande do Sul, o encontro se realiza entre agosto e outubro”, explicou. 
Escritor Luiz Antônio Aguiar
Esse projeto é coordenado por uma comissão integrada por representantes da Câmara do Livro e da própria SMED. “São realizadas várias encontros e palestras durante ano para os educadores envolvidos. Trata-se de um programa bem abrangente porque em geral os autores têm uma vasta obra e escrevem para várias faixas etárias”, afirmou Sonia.

O autor Luiz Antônio Aguiar já é uma figura carimbada nesse tipo de realização e explica como se sente em ter seus livros lidos pela meninada. “É extremamente ilustrativo ir para comunidades modestas e conhecer essa realidade. Eu me sinto muito gratificado em ir nessas escolas e conversar com essas crianças e em ter meus livros lidos por elas. Minha participação é ir às escolas e conversar sobre os livros”, ressaltou.

Última atualização em Seg, 22 de Setembro de 2014 18:55