Inicial Legalidade

10 -December -2018 - 06:16
Legalidade - Jânio Quadros PDF Imprimir E-mail
Escrito por Administrator   
Qua, 24 de Agosto de 2011 16:43

Jânio Quadros

“Forças terríveis levantam-se contra mim”. Diz a carta de renúncia de Jânio Quadros, o Presidente que desencadeou a crise política que culminaria na campanha pela legalidade. Enquanto a polêmica se desenvolvia, ele renunciou ao cargo de Presidente da República.

Um político importante em São Paulo, Jânio foi vereador, prefeito da capital e governador. Como Presidente, porém, teve um governo muito contraditório. Seus apoiadores políticos, que representavam a elite do país, demonstram esse contrassenso, pois esta classe sempre foi alvo de suas críticas. Jânio foi um conservador na área econômica, adotando à risca as medidas do FMI. Ele restringiu o crédito e desvalorizou a moeda nacional, além de congelar os salários.

Figura marcante e controversa, recebeu o líder revolucionário cubano Ernesto Che Guevara para uma homenagem oficial do governo brasileiro. Enviou, ainda, o vice-presidente João Goulart à China Comunista para reforçar laços de cooperação política e econômica. Essas ações acabaram causando grande polêmica, tendo em vista que Jânio Quadros se declarava anticomunista. Os apoios políticos a Jânio também foram desfeitos, inclusive da UDN e de seu maior representante, o jornalista Carlos Lacerda.

Luiz Guilherme Alves

Última atualização em Qua, 24 de Agosto de 2011 18:51