Inicial Acontece no Campus Festival reinterpreta Alice no País das Maravilhas

22 -August -2018 - 04:39
Festival reinterpreta Alice no País das Maravilhas PDF Imprimir E-mail
Escrito por Camila Oliveira (1º Semestre)   

Quatro visões de uma mesma história. Na noite de 5 de junho, o auditório I da ESPM-Sul lotou para a exibição do Festival Uma noite com Alice. A produção de quatro médias-metragem, feita por alunos do primeiro semestre de Publicidade e Propaganda reinterpretando o clássico filme “Alice no País das Maravilhas”, foi elaborado pelo professor de processo criativo, Rogério Abreu.


A Risque, Identidade Burnout, Acesso Restrito e Por Alice contavam a história usando diferentes gêneros cinematográficos, como: drama, tragédia, suspense e policial, respectivamente. As gravações contaram com a participação e o apoio de instituições, como as empresas Chilly Beans, Gang e Coca Cola. 

  “Uma noite com Alice” traz como diferencial o fato de que o aluno é o realizador de tudo. No projeto a criação do roteiro, seleção dos atores, gravação e edição, foram apenas alguns dos procedimentos que dependeram exclusivamente dos alunos. 

Alunos sortearam rifa criada para arrecadar verbas. / Foto: Tamires Ribeiro

Para o professor Rogério Abreu, o trabalho envolveu lógica, criatividade e aplicação dos conceitos vistos em aula, além de colocar os alunos em contato com a realidade da profissão. “É muito emocionante ver a conclusão de um trabalho como esse, hoje os verdadeiros protagonistas são os alunos”, ressaltou.  

Giovane Siebert, aluno do primeiro semestre que participou do projeto como diretor de cena e editor do teaser e trailer de Acesso Restrito, conta que as maiores dificuldades para realizar o trabalho foram a falta de experiência e a necessidade de improviso. Já para o aluno Filipi Barbosa, responsável pelo roteiro do mesmo média-metragem, conciliar as ideias de todo grupo em um roteiro que agradasse a todos, foi um desafio. Entretanto acredita que o projeto colaborou para a integração da turma dentro e fora da sala de aula. “Ter a equipe do filme, a família e os amigos, reunidos, foi muito bom”, confessou. 


Última atualização em Qua, 06 de Agosto de 2014 16:02