Inicial Open ESPM Professor apresenta dicas para crescimento rápido de uma empresa

22 -September -2018 - 01:13
Professor apresenta dicas para crescimento rápido de uma empresa PDF Imprimir E-mail
Escrito por Rafael Moraes (1º Semestre)   
Seg, 26 de Maio de 2014 18:22

O professor de MBA da ESPM Maurício Centeno realizou o workshop “Acelerando sua Startup: 6 meses para criar e lançar um negócio financeiramente viável” durante a programação de quinta feira do OPEN. O evento mostrou aos estudantes inscritos dicas e conselhos que devem tomar ao iniciarem um negócio, visando um rápido crescimento econômico do mesmo.

Centeno é o coordenador da empresa Estarte.Me, um negócio com a mesma proposta apresentada no workshop: acreditar no potencial de ideias e projetos recém-criados, com foco na área digital, antes mesmo do mercado perceber a oportunidade. O professor abriu o evento comentando as dificuldades de criar uma empresa. Segundo ele, o pensamento de que empreendedores trabalham pouco não é justo. “Quem tem cliente, tem chefe. Não existe essa de trabalhar quando quiser”, comentou.

Uma Startup é um ambiente de extrema incerteza, onde um negócio temporário e escalável é iniciado, conforme o convidado. Os presentes foram divididos em grupos, os quais, ao longo da tarde, montaram um negócio se baseando nas dicas do professor. O primeiro passo foi a aplicação do método Canvas, um modelo de negócio que antecipa os futuros erros do empreendedor.

Professor auxiliou grupos na criação de um negócio durante o workshop./ Foto: Marina Krapf

Segundo o palestrante, o desenvolvimento do produto acontece em paralelo ao do cliente, então pediu para que os grupos desenvolvessem a caracterização do público-alvo do produto. “O entendimento das estruturas de usuários e compradores é fundamental”, afirmou Centeno. O professor ainda falou sobre a metodologia do Scrum, uma formação de um time de desenvolvimento, e a atualização da técnica de Sprint, um planejamento semanal de deadlines com prazos curtos e objetivos.

“É um período curto de dedicação total. É rápido, trabalhoso e difícil, mas o resultado compensa”, avaliou Centeno ao comentar que normalmente as empresas são compradas por um grupo de investidores no final do ciclo de desenvolvimento. “Um lugar de ideia inovadora não é no papel, é no mercado”, concluiu.

Última atualização em Qui, 29 de Maio de 2014 17:20