Inicial Tarde em Pauta Fórum de Economia debate desafios para tornar mercado gaúcho mais competitivo

22 -September -2018 - 00:04
Fórum de Economia debate desafios para tornar mercado gaúcho mais competitivo PDF Imprimir E-mail
Escrito por Vinícios Sparremberger (2º semestre)   
Qua, 23 de Outubro de 2013 16:56

O tema “Enfrentando Desafios e encontrando Soluções” foi palco do debate promovido na terceira edição do Fórum de Economia, organizado pela Fecomércio RS. O evento, realizado no dia 9 de outubro, contou com a presença de economistas, empresários, políticos e estudantes e foi dividido em dois painéis. No primeiro, foi discutido a situação econômica brasileira e seus principais desafios de competitividade. Para a segunda parte, o enfoque ficou sobre os desafios do Rio Grande do Sul. 


Durante o debate do segundo painel os convidados discutiram sobre quais os principais desafios para tornar o mercado gaúcho mais competitivo e atrativo a novos investimentos. O ex-governador Germano Rigotto destacou que o Estado perde muito por sua localização geográfica. “O nosso Estado paga um preço altíssimo por sua localização. Os atrativos que o Rio Grande do Sul precisa oferecer, na maioria das situações, tem que superar aos de outras regiões do país” destacou. 

Ainda, Rigotto trouxe para o debate a deficiência do Estado em projetos de longo prazo. “No Rio Grande do Sul, muitos projetos não têm continuidade após a troca de governo, isso prejudica o estado de forma crucial”, falou. Segundo o ex-governador, além do investimento na agricultura, o estado precisa focar também em questões como educação, tecnologias de informação e o setor de indústria naval. 

O evento foi realizado no Teatro do SESC-RS. Foto: Victoria Campos

O Gerente Industrial da Celulose Rio-grandense, José Ventura, também abordou a falta de investimento em educação por parte do Governo Estadual. “Falta mão de obra qualificada no Estado e isso é determinante para uma empresa decidir por uma região ou outra”, disse. Ainda, segundo Ventura, a percepção de que o Estado está ficando para trás se refere ao fato de que as outras regiões do país que estão crescendo mais que o Rio Grande do Sul e não que o mesmo deixou de crescer. 

Ao fim do evento os convidados foram desafiados a elencar as três principais medidas que o Rio Grande do Sul precisa tomar a fim de estimular o mercado gaúcho. Para o Vice-Presidente do Grupo DIMED, Denis Pizzato, o investimento em Educação, no sistema fiscal e nas condições de receptividade de empresas são essenciais. “O crescimento econômico está diretamente associado ao investimento de empresas no Estado. Para isso é fundamental criar um ambiente mais favorável aos negócios”, destacou. 

Confira a reportagem do Portal de Jornalismo


Última atualização em Ter, 19 de Agosto de 2014 16:59